Além da hospedagem e alimentação: custos extras na faculdade

custos-extras-faculdade

Está planejando seu orçamento para estudar fora? A gente listou alguns custos extras de fazer faculdade no exterior – além de hospedagem e mensalidade – que não podem ficar fora do seu planejamento.

  • Roupas

Apesar dos inúmeros descontos para estudantes que as lojas de vestuário oferecem, essa despesa pode fazer diferença no orçamento de um estudante que está se mudando de um país quente para um de clima mais frio. O conselho dos especialistas é: tenha um fundo de emergência adequado às necessidades financeiras de um estudante. Esse fundo deve conseguir cobrir certas despesas como, por exemplo, um casaco pesado de inverno.

  • Summer storage

Para quem estudam em universidades mais distantes que uma curta distância de carro, geralmente é mais barato e fácil guardar a mobília do quarto. Para driblar os custos de armazenagem, o dica dos especialistas é checar se a universidade tem parceria com uma empresa de storage ou se disponibiliza gratuitamente algum espaço no campus para estudantes que pretendem retornar após as férias de verão.

  • Compra de eletrônicos

Um estudo de 2016 da Rubicon Project mostra que a compra de eletrônicos elevam o orçamento de volta às aulas. Isso ocorre especialmente com calouros, que gastam uma média de US$ 470 em aparelhos eletrônicos e tecnologia. A boa notícia é que, graças a uma mudança recente na lei americana, laptops e acesso à internet agora são consideradas despesas qualificadas para a distribuição do plano 529.

  • Greek Life

“Das despesas que as famílias não planejam, Greek Life é a número um”, conta Sean Moore, fundador do serviço de planejamento financeiro da universidade, chamado SMART College Funding. “Nem todo mundo participa das fraternidades, mas não é uma despesa que normalmente as pessoas têm em mente”, completa.

As cotas variam entre US$ 20 e US$ 200 – ou mais – por mês e cobrem custos com eventos sociais, seguros, cotas de organizações nacionais ou internacionais e outras despesas operacionais – manutenção da sede da fraternidade, por exemplo.

  •  Viajando pra casa

Viajar para ver a família é algo que aumenta o orçamento anual. “Quanto mais perto você estiver de casa, mais barato vai custar”, conta Moore, do SMART College Funding. Ele recomenda que os pais conversem com o filho estudante sobre a frequência das viagens, caso ela envolva uma passagem aérea. “Voar três ou quatro vezes por ano pode sair um pouco caro”, completa.  

  • Livros e material didático

Um estudo recente do College Board revelou que o custo de livros e material didático pode passar de mil dólares por ano, tanto para estudantes de faculdades públicas como de instituições privadas. Apesar de essa despesa estar muitas vezes coberta por pacotes de ajuda financeira, às vezes esse valor não é suficiente. “Não é fora da realidade ter um livro que custe 200 ou 250 dólares”, comenta Nat Smitobol, conselheiro de admissão universitária na IvyWise de New York, em entrevista à U.S. News.

  • Saídas para jantar

“Suas refeições já estão pagas, mas se você quiser sair com os amigos todas as sextas ou sábados, os custos começam a acumular”, comenta Moore, do SMART College Funding. Ele conta que que restaurantes que aceitam o college plan meal tendem a ser mais baratos que os estabelecimentos dentro do campus.

Quer fazer faculdade ou pós-graduação no exterior e não consegue calcular os custos? Fale com a YouGlobal, a nossa assessoria ajuda você em todos os detalhes do seu planejamento!

Fonte: www.usnews.com

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: